Ao Vivo

Câncer no colo do útero pode desaparecer muito em breve: ciência explica o avanço

30/07/2019 às 08:40.
cancer utero corpo 0719 1400x800
Lightspring/shutterstock

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 99% dos casos de câncer do colo do útero são causados por uma infecção por HPV que não foi detectada a tempo. Felizmente, a vacina contra este vírus pode dar uma nova esperança para as mulheres nas próximas décadas.

utero cuidados maos 1118 1400x800 0
SvetaZi/shutterstock

Um estudo publicado na revista científica The Lancet diz que os benefícios da vacina contra o HPV superam as expectativas. Os resultados da imunização são tão bons que muito em breve poderemos falar sobre a erradicação definitiva do câncer do colo do útero.

Algumas formas do HPV podem causar lesões propensas ao câncer no colo do útero, um resultado comum em pacientes do sexo feminino que não detectam a presença do vírus rapidamente. Daí a importância de que todos recebam vacina preventiva a partir dos 9 anos de idade.

vacunas vacunacion inyeccion 0
Billion Photos vía Shutterstock

Os autores da pesquisa descobriram que além da prevenção, a vacina é a chave para eliminar o câncer de colo do útero a longo prazo. Para chegar à conclusão, eles realizaram uma análise de 65 estudos em 14 países com programas de vacinas contra o HPV nos últimos dez anos.

Durante o monitoramento, a frequência de infecções por HPV e suas manifestações comuns foram revisadas. A amostra consistiu em 60 milhões de pacientes sem distinção.

virus del papiloma humano
Naeblys/Shutterstock.com

Os resultados determinaram que a vacinação reduziu as infecções por HPV em 15% em adolescentes do sexo feminino com idade entre 15 e 19 anos.

Além disso, 66% das infecções foram reduzidas em mulheres entre 20 e 24 anos. Marc Brisson, um dos líderes da pesquisa, disse que essas conclusões são muito positivas.

medica paciente ginecologista 0719 1400x800
Pixel-Shot/Shutterstock

O pesquisador afirma que, se a vacina for aplicada de forma massiva, em quatro ou cinco décadas não haverá mais infecções por HPV em variedades perigosas. “Eu poderia garantir que isso eliminaria o risco de câncer que o vírus causa atualmente”, disse.

utero corpo feminino 0319 1400x800 0
Anatomy Insider/shutterstock

Brisson está ciente de que essa conquista global para a ciência requer adaptação oportuna aos programas de vacinação, além de incentivar a cultura de rastreamento e detecção regulares. É muito provável que o câncer do colo do útero comece a ser erradicado inicialmente apenas nos países desenvolvidos, segundo o pesquisador.

Via: Vix