Cadela agredida com marretadas na cabeça recebe alta e ganha novo lar

14/12/2018 às 15:36. Comente esta notícia!

 

A cadela ‘Princesa’, que foi atacada com marretadas na semana passada, teve alta na tarde de quinta-feira (13). Ela estava internada em uma clínica de Palmas desde que foi agredida na cabeça e teve o corpo pintado de vermelho para disfarçar o sangramento. O animal, que gerou comoção nas redes sociais com o caso, foi adotado por uma professora e já saiu da clínica para um novo lar. “É minha filha agora!”, disse Cláudia Gonçalves.

A professora já tem cinco cães e decidiu adotar mais um. A mulher tem parentes em Lajeado, onde aconteceu os maus-tratos e decidiu ficar com a cadela ainda no dia da agressão. “Tenho mais cinco cachorros. Agora já está indo para minha casa e vou cuidar”, disse.

A vaquinha online, criada para arrecadar dinheiro para o tratamento de Princesa superou a meta e arrecadou mais de R$ 11 mil. O tratamento custou R$ 1,9 mil. O restante do dinheiro será doado para ONGs de proteção e defesa de animais de Palmas e de Porto Nacional. “Vai dar pra dividir bastante!”

Princesa teve uma lesão no cérebro e ainda está com dificuldades para controlar os movimentos das patas. Apesar disso, já consegue caminhar e não deve ter sequelas. Após se recuperar totalmente, a cadela deverá ser castrada.

O agressor de Princesa, o pintor Pedro França, disse que a atitude foi em um “momento de raiva”. Ele não soube explicar porque jogou a tinta na cadela. França responde pelo crime de maus-tratos em liberdade.

Animal recebeu tratamento após levar marretadas na cabeça — Foto: Divulgação/Talita Portilho

Fonte:  G1