Cachorros também precisam fazer os exames preventivos

20/11/2017 às 08:16.

Câncer de próstata também pode afetar os cães, especialmente os idosos. Foto do cão: Pixabay.

O dia 17 de novembro foi a data escolhida como o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata. Por isso, durante todo o mês, médicos e profissionais de saúde aproveitam para reforçar a campanha Novembro Azul, de prevenção à doença que afeta homens e também outros animais, entre eles, principalmente os cachorros de porte pequeno e idade avançada.

Com os cães, os sintomas mais comuns do câncer de próstata costumam ser a dificuldade para defecar e urinar, pela proximidade da próstata com o reto. Limitações em movimentos de locomoção, como subir em móveis ou degraus, também podem indicar uma alteração no tecido da próstata. Emagrecimento por diminuição de apetite é outro sinal de alerta.

Mas para confirmar a doença, segundo a médica veterinária Renata Setti especializada em Oncologia e parceira da COMAC (Comissão de Animais de Companhia) do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal, é preciso levar o pet ao veterinário, para que ele seja submetido a exames específicos, entre eles, o de palpação retal.

“O exame é indolor e dispensa a necessidade de anestesia, permitindo que o veterinário detecte algum aumento significativo da glândula”, explica a veterinária. Ainda segundo Renata, o ultrassom de abdômen e a radiografia da região lombar também podem dar indícios do tamanho da próstata e se ela está afetando a bexiga ou a coluna. Já os exames mais invasivos como a citologia ou a biópsia da próstata, que precisam de anestesia, são aplicados quando necessário.

Prevenção

Para prevenir a doença, além dos exames de rotina, a orientação principal é castrar “seu amigão”. Agindo assim, você evita que seu cão tenha infecções e tumores benignos, ou procrie por aí, de maneira indesejada. “Estima-se que 75% dos cães adultos não castrados vão desenvolver tumores benignos chamados de Hiperplasia Prostática Benigna, que tem sintomas semelhantes ao tumor da próstata”, alerta Renata Setti.

Tratamento

Uma vez confirmado o diagnóstico, o tratamento dos cães com câncer de próstata costuma ser parecido com o dos humanos, envolvendo quimioterapia e cuidados com a medicação e a alimentação, ações que atenuam as dores e desconfortos, visando melhor qualidade de vida do animal.

Saúde para todos

Que tal aproveitar este mês para cuidar da sua saúde e depois, também levar seu cachorro ao veterinário? Fazendo os exames, você e ele estarão menos propensos a sofrer com esta doença. Afinal, seja em humanos ou em cachorros, segundo médicos e veterinários, o diagnóstico precoce pode salvar vidas!

Via: Tribuna do Paraná