Ao Vivo

Cachorros de abrigos de Curitiba terão ajuda financeira de ONG que treina cães de ajuda social

25/05/2020 às 08:29.

Foto: Pixabay

O abandono de cães aumentou neste período de pandemia de covid-19 em Curitiba. Os números não são precisos, mas para quem enfrenta esta triste realidade, o momento é de preocupação e de ajuda. Pensando nisto, o Instituto Cão Companheiro (ICC) – uma organização sem fins lucrativos que seleciona, socializa, treina e prepara cães de ajuda social – lançou o “Fundo Emergencial de Amparo à Causa Animal”, que tem como objetivo dar subsídios aos abrigos, entidades e protetores de animais de Curitiba.

Um levantamento realizado mostrou que existem mais de 40 abrigos de cães em Curitiba e região metropolitana. Em média, em cada espaço são 100 animais que consomem diariamente 50 quilos de ração. Em trinta dias, são 1,5 toneladas só de alimentação. “Sabemos que a missão dessas pessoas e organizações é desafiadora e não podíamos ficar de braços cruzados, por isso decidimos iniciar esse projeto. Nesse período, infelizmente, nós estamos vendo de forma mais acentuada os problemas da causa animal, como a superlotação dos abrigos, a falta de recursos financeiros”, explica a médica veterinária Luciana Galeb.

Abrigos e protetores que serão apoiados

Para minimizar as dificuldades, o Instituto irá realizar as captações e doações junto a entidades privadas e pessoas físicas. Na organização, primeiramente será feita a seleção das entidades e abrigos, com levantamento de documentos. Na sequência, acontecerá a visitação e aplicação do questionário de gestão de abrigo e bem-estar animal. Aprovando estas fases, inicia o fundo com recebimento do dinheiro para depois acontecer a entrega do recurso.

“Essas ações trarão resultados positivos a médio e longo prazo. Ofereceremos um bem-estar a esses animais visto que além das rações serão doados também medicamentos, vacinas e outros itens de primeira necessidade”, ressalta Luciana Galeb.

Para mais informações sobre o projeto acesse o Facebook ou o Instagram do Instituto Cão Companheiro.

Via: Tribuna Do Paraná