Ao Vivo

Cachorrinha que dormia em manjedoura de presépio é adotada: comoção

16/12/2020 às 08:37.

Foto: Nádia Rosângella

Uma cena comovente e ao mesmo tempo surpreendente.

Uma moradora de Inhuma, no Piauí, encontrou uma cadelinha dormindo na manjedoura de um presépio numa praça da cidade.

Ao invés do menino Jesus, estava lá o animalzinho, dormindo como um anjo.about:blank

“Fiquei surpresa. Foi tão lindo! Uma cena tão linda e pura”, disse Nádia Rosângella.

Foto nas redes

Comovida, mas sem poder levá-la para casa, Nádia tirou algumas fotos do filhote de vira-lata que estava muito bem acomodada e compartilhou com amigos e conhecidos.

Após o registro, a cadelinha desapareceu e só foi encontrada dois dias depois.

“Sinto-me feliz e em paz sabendo que ela está bem”, disse Rosângella. Amo muito os animais e desejo o mesmo para todos eles.”

Adoção

A foto do cãozinho dormindo em uma manjedoura no interior do Piauí rendeu vários pedidos de adoção, inclusive fora do estado e, felizmente teve um final feliz.

Agora, ela tem um lar para chamar de seu. Não só ela, mas também uma irmã da cachorrinha.

A cadelinha da manjedoura foi chamada de Maria e adotada por Isadora Rufino.

“A irmã dela, que recebeu o nome de Shunrei, foi encontrada por um amigo, o Francisco José, que a resgatou durante a madrugada, cuidou e quando fui ver ele já estava extremamente apaixonado por ela”, conta Nádia.

Foi muito lindo, gratificante e não conseguiria sem a ajuda dessas pessoas queridas”, conta a funcionária pública que cuida com a mãe de outros animais resgatados da rua.

Corrente do bem

Ela contou a emoção em ter despertado essa ‘corrente de amor’ com um gesto tão simples: uma foto curiosa e a divulgação no Instagram.

Além dos pedidos de adoção, que chegaram até de São Paulo, vários internautas demonstraram interesse em ajudar com vacinação e ração.

“Mesmo sabendo que tem muitos animais abandonados, a gente se sente com o coração e a consciência mais leve por saber que, pelo menos, essas duas cadelinhas não passarão mais fome, nem frio e nem serão maltratadas nas ruas”, disse Nádia Rosângella.

Ela sonha em realizar um projeto de conscientização e castração para diminuir o abandono de animais de ruas.

As irmãs, Maria à esquerda e Shunrei à direita Foto: Nádia Rosângella
As irmãs, Maria à esquerda e Shunrei à direita Foto: Nádia Rosângella

Com informações Cidade Verde/Piauí

Via: Só Notícia Boa