Brasileiro de 9 anos cria coletor de lixo espacial e ganha prêmio na Europa

13/09/2019 às 11:08.

Além do feito, João Paulo Guerra Barrera já escreveu três livros e discursou na Nasa

João Paulo Guerra Barrera, criador do projeto vencedor. (Foto: Arquivo pessoal)

Escrever três livros, dar palestras na Nasa e inventar um coletor de lixo espacial. Quantos adultos você conhece que já fizeram isso? E quantas crianças? Pois existe pelo menos um jovem brasileiro que já completou essa lista de conquistas – e ainda recebeu dois prêmios de intituições internacionais.

O garoto recentemente recebeu o prêmio de primeiro lugar no concurso espacial para crianças da Agência Espacial Europeia (ESA). O motivo foi um projeto seu sobre limpeza de lixo espacial por meio de equipamentos coletores e recicladores. Para ilustrar a ideia, João Paulo fez um desenho da invenção que foi enviado para os juízes da competição.

O menino teve a ideia enquanto escrevia seu segundo livro. João Paulo conta histórias sobre as aventuras de três crianças no espaço. As viagens são feitas em um foguete produzido a partir de material reciclado.

Todos os livros são escritos em português e inglês, já que a família do garoto morou nos Estados Unidos quando ele tinha entre quatro e cinco anos.

O projeto de coletor de lixo espacial. (Foto: Arquivo pessoal)

A partir do livro, João Paulo desenvolveu um jogo baseado nas histórias. Com a produção dele, João Paulo tornou-se a pessoa mais jovem do mundo a receber um prêmio da Nasa. A instituição norte americana concedeu a ele o primeiro lugar na categoria mérito literário do jogo.

Desde então, o menino vem colecionando títulos. Ele é o mais jovem do mundo a discursar na Nasa e o primeiro brasileiro a vencer um concurso mundial da agência espacial dos Estados Unidos. Além disso, ele já discursou Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT).

Tudo isso serviu para motivar João Paulo a seguir na carreira de “inventor espacial”, segundo conta ele ao site da “UOL”. Foi com essa motivação que ele criou o projeto vencedor no ESA e é com ela que ele pretende continuar a estudar e crescer ainda mais.

O garoto em uma de suas palestras. (Foto: Arquivo pessoal)