Ao Vivo

Beto Preto e Greca disparam contra quem quer escolher marca da vacina

09/07/2021 às 08:06.

Secretário estadual da Saúde Beto Preto, e Prefeito de Curitiba, Rafael Greca. Foto: Gerson KLaina

O secretário estadual da Saúde, Beto Preto, criticou as pessoas que rejeitam a vacinação contra a covid-19 a depender do imunizante disponível no momento, mas disse que a saída é fazer um “trabalho de convencimento”, explicando à população o atraso que isso gera na campanha e como isso interfere negativamente nas taxas de contaminações e mortes.

“O que falar para essas pessoas? É tentar convencer. Muito mais do que multar ou mandar para o fim da fila, o ideal é dialogar, chamar atenção. Eu acho que a saída é convencer, falar e falar de novo. Vacinar é um ato de amor, de solidariedade. A vacinação está dando certo”, afirmou ele, ao ser questionado pela reportagem sobre o tema, na quarta-feira (7).

“Estamos com queda da utilização de leitos por pessoas com mais de 60 anos. Uma queda sustentada. Isso mostra o valor da Coronavac, por exemplo, que foi a primeira utilizada na vacinação dos idosos. Qualquer vacina é importante”, argumentou ele.

Greca também critica

O prefeito Rafael Greca também criticou quem os chamados “sommeliers de vacina”. “Eu espero que os curitibanos se manifestem de maneira inteligente e ninguém escolha a vacina. Isso é uma sandice, uma estupidez. Importante é estar imune”, disse o prefeito que assim como sua esposa, Margarita, tomou a Coronavac. “Não nos
sentimos mal por isso”.

Tem dias que Curitiba aplica várias marcas de vacina. “Ontem (quarta) havia Pfizer, Janssen. Tem dias que tem AstraZeneca. Vacina boa é que vem pro braço. Essa é a boa. Esperar a que você deseja contraria todas as regras sanitárias e de autoproteção”.

Via: Tribuna Do Paraná