Bebês prematuros ganham fantasias e fazem ensaio fotográfico

31/10/2018 às 09:10.

Mães de bebês prematuros deixaram de lado suas preocupações para confeccionar, de forma descontraída, coloridas fantasias para os recém-nascidos no Hospital Regional de Ceilândia (HRC), com direito a participação em ensaio fotográfico.

A atividade, realizada nestas segunda (29/10) e terça-feiras (30) na unidade, faz parte das ações para o Novembro Roxo, mês que homenageia a prematuridade. A oficina é organizada pelas tutoras do Método Canguru, que humaniza o atendimento aos recém-nascidos de baixo peso.

O tema desta edição remete a circo, com destaque para as fantasias de palhaços, mágicos, coelhos e bailarinas. Pelo terceiro ano consecutivo, a oficina tem contribuído, de forma terapêutica, para aliviar a preocupação das mães atendidas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal do hospital.

Mães de bebês prematuros deixaram de lado suas preocupações para confeccionar, de forma descontraída, coloridas fantasias para os recém-nascidos no Hospital Regional de Ceilândia (HRC), com direito a participação em ensaio fotográfico.

A atividade, realizada nestas segunda (29/10) e terça-feiras (30) na unidade, faz parte das ações para o Novembro Roxo, mês que homenageia a prematuridade. A oficina é organizada pelas tutoras do Método Canguru, que humaniza o atendimento aos recém-nascidos de baixo peso.

O tema desta edição remete a circo, com destaque para as fantasias de palhaços, mágicos, coelhos e bailarinas. Pelo terceiro ano consecutivo, a oficina tem contribuído, de forma terapêutica, para aliviar a preocupação das mães atendidas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal do hospital.

Para Talita Marçal, 23 anos, a atividade ajuda a relaxar e esquecer os problemas. Como passou por complicações no parto, além de o filho ter nascido com apenas 29 semanas e 1,12kg, sentiu necessidade de ter momentos de descontração.

“Isso ajuda muito as mães a relaxar, depois de tudo pelo que passaram”, afirma Talita, que fez uma fantasia de mago para o filho Everton.

Conceito
Com as roupinhas concluídas, fotógrafos voluntários fazem as fotos dos bebês e das mães na UTI neonatal do HRC. O objetivo é elevar a autoestima das mulheres e proporcionar a elas momentos marcantes.

A autônoma Eliane Vieira, 39, teve um filho com 32 semanas e pesando apenas 1,5kg. Ela achou a ideia maravilhosa. “Como Deus quis que o bebê viesse mais cedo, não deu tempo de planejar um book quando eu estava grávida. Agora, vou pegar as fotos do ensaio para ter uma recordação”, diz.

Na avaliação da terapeuta ocupacional Helen Delchova, uma das responsáveis pela atividade no HRC, a oficina já é um momento esperado com ansiedade pela equipe em novembro.

“É sempre mágico. Ficamos na expectativa de bolar fantasias, temas, porque tudo é feito com muito amor, não só por nós como pelas mães que ajudamos. Parece até que todo aquele medo que elas sentiam, devido à condição dos seus bebês, desaparece. É muito lindo”, comemora.

As fotos ficarão expostas no corredor da UTI neonatal do HRC, a partir desta sexta-feira (5) até o fim de novembro, em comemoração ao Dia Mundial da Prematuridade, celebrado no dia 17 deste mês. (Informações da Secretaria de Saúde do DF).