Bares do Rio apostam em jogos de tabuleiro para atrair clientes

06/04/2018 às 09:49. Comente esta notícia!

Há uma nova seção no cardápio de alguns bares. Adivinhe o que é: não tem cheiro ou sabor e enche os olhos de damas e marmanjos. Acertou quem pensou em jogos de tabuleiro. Sucesso em endereços da noite, as brincadeiras com dados agora dividem espaço com os copos de cerveja sobre as mesas. O negócio é promissor — e as casas temáticas, especializadas no assunto, se consolidam por vários cantos, da Baixada à Zona Norte. A regra é simples: acomode-se com amigos, peça um chope, solicite algo para comer e, se der vontade, escolha um game para se divertir. Não há charadas na explicação do atual fenômeno entre adultos.

— Com a crise financeira e a violência da cidade, as pessoas saem menos. Hoje, o que mais tem no Rio é bar. É preciso um diferencial para atrair o cliente — defende Sheila Macedo, proprietária do Barzinga ao lado do marido Rodrigo Jorge Lima.

Daniel Gravelli entre caixas de jogos de tabuleiro, no Barzinga

No simpático estabelecimento no Centro, há uma dezena de opções para quem quiser embaralhar pratos, garfos e cartas. A agenda do espaço, aliás, é robusta: de quarta a domingo, rolam eventos com gincanas relacionadas ao universo geek e ao mundo cinematográfico — os ganhadores são premiados com livros, canecas, DVDs ou créditos para consumação. Durante a semana, não raro pintam engravatados em horário de almoço por lá . Todos querem encher a pança e… jogar, é claro.

— Faz bem descobrir a criança que mora dentro da gente — opina Daniel Gravelli, um dos frequentadores assíduos do local: — A gente desliga o celular e se desconecta totalmente do lado virtual. É isso o que atrai.

A Trooper Hamburgueria tem um cardapio variado e tem como alvo o publico nerd da Baixada

 

 

 

Via: Jornal Extra