Banho quente alivia depressão, mostra estudo alemão

25/10/2018 às 10:41.

Banho quente serve contra o estresse e agora também contra a depressão.

Foto: Pixabay

Foi o que descobriu um pequeno estudo feito pela Universidade de Friburgo, na Alemanha, que analisou 45 participantes com depressão moderada e severa por oito semanas.

Todos foram orientados a fazer exercícios físicos por 45 minutos, ou a tomar um banho quente de 30 minutos, relaxando em seguida com garrafas de água quente e um cobertor por 20 minutos, ambos duas vezes na semana.

Os participantes tinham seus graus de depressão medidos segundo a Escala de Avaliação de Depressão de Hamilton (HAM-D), que varia de 1 a 50 pontos e apresentava uma média de 21.7 para o grupo avaliado.

Aqueles que optaram pelo banho quente disseram notar uma diminuição de seis pontos em sua escala, enquanto os que fizeram exercícios notaram apenas três.

Motivo

Embora o estudo tenha usado uma amostra muito pequena e ainda não tenha sido revisado pela comunidade científica, já existem outras pesquisas afirmando que o humor das pessoas pode ser melhorado após banhos quentes.

Isso acontece porque a temperatura da água ajudaria a normalizar a temperatura corporal e a ajustar o ritmo biológico, o que, por sua vez, pode contribuir para a regulação do ciclo de sono.

Ainda é cedo para concluir se os banhos quentes devem ser uma receita contra a depressão, ou que seus benefícios são iguais aos do exercício físico.

Mas a indicação a pacientes depressivos representa algo positivo para os terapeutas, já que não têm efeitos colaterais e podem ter mais adesão que uma rotina de atividades que pode ser cansativas e exigentes.

E além de tudo, o banho, além de barato e também é gostoso! E mal não faz! Não custa tentar, sem abandonar o tratamento médico, claro!

Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

Com informação do Exame