Ativista acusa João de Deus de envolvimento com tráfico internacional de crianças

08/01/2019 às 10:30. Comente esta notícia!

 

A ativista Sabrina Bittencourt que divulgou as primeiras denúncias de abusos sexuais contra João de Deus, publicou um vídeo relacionando o homem de 77 anos com tráfico internacional de crianças.

Em uma publicação compartilhada nas redes sociais, Sabrina relata que João chefiava a rede que aliciava bebês, garotas de 14 a 18 anos, em sua maioria negras e de baixa renda, para serem usadas como escravas sexuais.

“A gente tem recebido relatos, desde as mães adotivas dessas crianças que foram vendidas por US$ 20 mil (cerca de R$ 74 mil) a US$ 50 mil (cerca de R$ 185 mil) na Europa, EUA e Austrália, até ex-funcionários e cidadãos de Abadiânia que estão fartos de serem coniventes com a quadrilha de João de Deus”, explica no vídeo.

 

A defesa de João de Deus ainda não comentou o caso.

 

Sabrina Bittencourt garante ter feito contato com mães que adotaram os filhos dessas mulheres em ao menos em três continentes. A ativista pede ajuda das autoridades para investigar o assunto.

A quadrilha supostamente chefiada por João de Deus, se aproximava das vítimas oferecendo dinheiro para estas mulheres trabalharem como escravas sexuais em garimpos ilegais de João em Abadiânia, Goiás. Os filhos seriam, então, vendidos no exterior.

Fonte: Hypeness