Ao Vivo

Até os 5, crianças devem beber apenas leite e água, dizem cientistas

24/10/2019 às 09:27.

Um painel de cientistas divulgou na última semana novas diretrizes nutricionais para crianças, descrevendo em detalhes o que elas devem (e não devem) beber nos primeiros anos de vida. As recomendações são do Healthy Eating Research — um grupo de defesa da nutrição financiado pela Fundação Robert Wood Johnson —, com participação da Academia Americana de Pediatria, Academia de Nutrição e Dietética, Associação Americana do Coração e Academia Americana de Odontopediatria.

Segundo as diretrizes, até os seis meses, os bebês devem receber apenas leite materno ou fórmula. A água pode ser adicionada à dieta a partir dos 6 meses. Aos 12 meses, os pequenos que tomam fórmula podem substituí-la pelo leite de vaca. E durante os primeiros cinco anos de vida, as crianças devem continuar bebendo basicamente leite e água.

O que não oferecer?

O cientistas afirmam que até os 5 anos, as crianças não devem tomar nenhuma bebida com açúcar ou outros adoçantes, como leite com achocolatado, refrigerantes e bebidas com cafeína. Bebidas à base de plantas, como amêndoa, arroz ou leite de aveia, também devem ser evitadas. Em relação aos sucos, a quantidade não deve exceder um copo diário — lembrando que só se deve oferecer as versões 100% natural. Aliás, se as crianças puderem consumir a fruta in natura, é preferível.

Entre os principais motivos estão as preocupações com o ganho excessivo de peso e obesidade infantil, que podem preparar o terreno para doenças crônicas ao longo da vida. Cerca de 19% das crianças nos Estados Unidos são obesas. “Quase metade de todas as crianças de 2 a 5 anos de idade nos EUA toma bebidas açucaradas todos os dias, aumentando o risco de obesidade, diabetes e outros problemas de saúde”, disse Megan Lott, vice-diretora da Healthy Eating Research. “Essas recomendações simplificam tudo para os pais — água, leite e quantidades limitadas de suco de frutas natural”, completa. “Quando falamos sobre calorias vazias que são consumidas por meio de bebidas, não estamos falando apenas de refrigerantes”, disse o Richard Besser, médico, presidente e diretor executivo da Robert Wood Johnson. Fundação. “O suco é outra fonte de calorias que nutricionalmente não é ideal”, disse.

Já sobre as bebidas de leite à base de plantas, os cientistas explicam que, geralmente, elas contêm adoçantes ou aromas artificiais e são menos nutritivas que o leite de vaca. Com exceção do leite de soja, os leites à base de plantas são pobres em proteínas. Embora muitas vezes sejam fortificados, os cientistas não sabem se as pessoas são capazes de absorver esses nutrientes tão eficientemente quanto os naturalmente presentes em outros alimentos. Um porta-voz da Associação Americana de Bebidas, William M. Dermody Jr., disse que as empresas de bebidas concordam que “é importante que as famílias moderem o consumo de açúcar para garantir um estilo de vida equilibrado e saudável, e isso é especialmente verdadeiro para as crianças pequenas”.

Novas recomendações por faixa etária

Até os seis meses: os bebês devem beber apenas leite materno ou fórmula infantil.

6 a 12 meses: os bebês ainda devem usar leite materno ou fórmula infantil. Uma vez que eles começaram a comer alimentos sólidos, eles podem começar a beber água.

12 a 24 meses: as crianças devem beber, em média, de um a quatro copos de água diariamente e podem começar a beber leite integral pasteurizado. Elas também não devem tomar mais do que120 ml de suco de frutas 100% natural por dia.

2 a 3 anos: as crianças devem beber cerca de um a quatro copos de água diariamente e fazer a transição para leite sem gordura ou com pouca gordura (1% de gordura). Eles não devem beber mais do que 120 ml de suco de 100% natural.

De 4 a 5 anos: devem beber de 1,5 a 5 copos de água por dia, aproximadamente, leite desnatado ou com pouca gordura, e não mais do que 120 ml suco de frutas 100%.

Via: Revista Crescer