Ao Vivo

Asilo faz 47 dias de divertidas festas do pijama e impede que Covid-19 infecte os idosos

22/05/2020 às 15:10.

Um lar de idosos na França fez tudo que estava ao seu alcance para impedir que seus residentes se tornassem apenas uma mera estatística da pandemia de Covid-19 no país.

Para isso, eles usaram a criatividade e um toque de imaginação, transformando as noites de isolamento social em festas do pijama exclusivas para os 106 idosos que vivem no local.

lar idosos quarentena festa do pijama
Foto: Arquivo pessoal / Valerie Martin

Valerie Martin, que administra a casa de repouso em Corbas, comuna francesa na região metropolitana de Lyon, conta que ao saber do que o novo coronavírus estava fazendo com os idosos de toda a Europa, resolveu tomar medidas drásticas para proteger seus residentes.

Eu disse ‘não’. Não vai acontecer aqui. Meus moradores ainda têm muito pelo que viver‘”, disse Valerie ao portal AP.

Após fechar o local completamente, ela convidou funcionários e enfermeiras para se juntarem a ela no confinamento, que deveria durar 3 semanas.

Ela não esperava, mas 29 de seus funcionários se ofereceram pra ficar, trazendo consigo travesseiros e sacos de dormir.

Todos juntos no acampamento.. ops, confinamento

O confinamento durou o dobro do que todo mundo esperava: foram 47 dias e noites sem sair da casa de repouso fazendo companhia para os velhinhos.

Eles faziam casamento de mentirinha, jogos, se reuniam à noite, faziam as refeições em conjunto… e jogavam até bombas de água um no outro! Tudo para manter os velhinhos distraídos e com bom humor durante o longo período.

Como todos foram isolados antes do surto de Covid-19, tanto os idosos, quanto os funcionários do asilo, não havia problema deles se encontrarem para brincar e conversar – especialmente durante as festas do pijama.

No final, deu tudo certo!

No dia 4 de maio, ao término da super quarentena, ele realizaram testes de coronavírus e deu negativo para todos os 106 residentes! Ai, foi só abraços de comemoração e muita cantoria!

“Conseguimos”, disse Vanessa. “[…] Foi uma grande vitória.”

“Foi um pouco como entrar em um acampamento de férias”, disse. “Viver em um bloqueio com 130 pessoas é extremamente gratificante”, garantiu ela, de bem com a vida. Os idosos da casa de repouso agradecem!

Via: Razões Para Acreditar