Ao Vivo

Apple é notificada pelo Procon por vender iPhones sem o carregador

30/10/2020 às 08:32.

Depois que a Apple anunciou que seus próximos celulares viriam sem fone e carregador na caixa, a internet já começou as críticas e muitos usuários não gostaram da mudança.

Como era de se esperar, a Apple foi notificada pelo Procon-SP na última terça-feira, dia 28, e deverá dar explicações do porquê vender os próximos modelos do iPhone sem os acessórios.

O diretor executivo do Procon-SP, Fernando Capez, disse ao Globo que “a venda separada do aparelho e do carregador é uma inovação que pode configurar prática abusiva, pois um precisa do outro para ter utilidade“.

A Apple ganhou o prazo de 72 horas para responder a algumas perguntas do Procon-SP, contando a partir do dia da notificação. Entre as perguntas estão:

  • Por que a empresa decidiu vender o iPhone sem o adaptador de tomada na caixa?
  • Qual é o preço de um carregador oficial adquirido de forma separada?
  • Quanto tempo a bateria leva para ser recarregada com esse carregador?
  • Como funcionará a garantia se o cliente adquirir o iPhone e o acessório em datas diferentes?
  • O consumidor pode usar outros carregadores com o iPhone?

A Apple já possui algumas das respostas públicas a estes questionamentos. Conforme foi dito no dia do anúncio, a empresa alegar ter deixado de incluir os acessórios porque seus clientes já possuem eles e que essa seria uma maneira de reduzir o lixo eletrônico e proteger o meio ambiente.

Quanto às outras perguntas do Procon-SP: o carregador USB-C oficial de 20 W custa R$ 219 (US$ 19 nos EUA); ele tem garantia contra defeitos de fabricação no prazo de um ano contado a partir da data da compra, assim como todo acessório da marca Apple no Brasil.

Além disso é possível sim aproveitar outros carregadores e a bateria dos iPhones “foi projetada para manter até 80% da sua capacidade original por 500 ciclos completos de carga“. A garantia de um ano cobre a troca de uma bateria com defeito.

Fonte/Créditos: Tecnoblog.