Aposentados vendem tudo e viajam para conhecer 83 países

29/04/2019 às 15:27.
Foto: Divulgação

Um casal de aposentados decidiu vender tudo e ir em busca de aventura numa viagem para conhecer o mundo.

Michael, de 72 anos e Debbie Campbell, de 62, deixaram suas raízes na cidade de Seattle, nos EUA, e deram início à viagem dos sonhos, que por sinal, ainda está longe de acabar.

Em seis anos, o casal já visitou mais de 80 países, entre eles: Croácia, Rússia, Japão, China, Cuba e Brasil. Desde julho de 2013, os dois passaram mais de 1.000 noites em quase 170 imóveis do Airbnb ao redor do planeta.

Gastos

Nas viagens, eles economizam o que podem. Usam transporte público, cozinham, ficam em hospedagens na Airbnb e vivem como se estivessem em casa.

Para aproveitar a aventura sem gastar tudo de um vez, eles gastam uma média de US $ 90 por noite, quase R$ 360 – distribuídos em 163 aluguéis diferentes do Airbnb.

História

Michael e Debbie levavam uma vida bem comum para os padrões norte-americanos. Casados há décadas, eles tinham uma casa, carros, um barco e estavam prestes a ter uma aposentadoria tranquila.

Porém, instigados por histórias de viagem contadas por sua filha, que havia acabado de retornar da Europa, eles tomaram uma decisão, impensável para muitas pessoas nessa faixa etária.

Os dois resolveram vender o seu patrimônio e cair na estrada para explorar o mundo.

“Naquele momento, ainda não sabíamos muito bem o que iríamos fazer quando estivéssemos aposentados”, conta Michael, que trabalhava com marketing.

“Então, decidimos trocar nossos bens materiais por experiências de vida”.

Fotos: Arquivo Pessoal

Livro

Juntos, eles escreveram o livro ‘Your Keys, Our Home’, “Nossas chaves, Nosso Lar”, no qual eles compartilham como é viver em acomodações de mais de 50 países.

A publicação também inclui um guia sobre como aproveitar diferentes destinos com um orçamento curto.

“Desta forma nos sentimos realmente nômades, tentamos viver e conviver com as mais diversas culturas em nosso caminho. Pode parecer cansativo mudar de um país para outro tantas vezes para duas pessoas mais velhas. Mas então, o melhor acontece, vemos coisas novas, encontramos pessoas fabulosas, aprendemos com cada um deles, com sua cultura e seu modo de vida “.

Com informações do Nation

Via: Só Noticia Boa