Aposentados criam fábrica de brinquedos e doam a crianças carentes

12/12/2018 às 09:04.

Uma fábrica que distribui brinquedos feitos por idosos, na faixa dos 80 anos, está alegrando crianças carentes.

A Toy Foundation, de Tiny Tim, em West Jordan, Utah, nos EUA, alcançou um marco enorme este ano quando produziu seu milionésimo brinquedo.

A organização sem fins lucrativos produz entre 80.000 e 120.000 carrinhos de brinquedo de madeira por ano, usando uma força de trabalho voluntária composta principalmente de aposentados que estão procurando uma maneira de se tornar útil novamente.

“Para algumas crianças ao redor do mundo, um dos nossos pequenos carros de madeira é o primeiro e único brinquedo que eles terão”,  disse Thacker, um barbeiro aposentado de 83 anos, que começou a fábrica de brinquedos há 16 anos.

“Ver sorrisos é motivador. Para cada carrinho que terminamos e entregamos, sempre há outra criança que precisa de um”. complementou.

O destaque pra mim é ajudar na fabricação de carrinhos de areia”, disse Wade Bender, 74 anos, um professor de biologia do colegial aposentado e treinador de futebol. Ele dirige 60 milhas de ida e volta para ir à fábrica toda terça-feira.

Um carro construído a partir de um bloco de sucata é uma coisa simples, disse ele, mas o impacto é imenso.

A reação

Ele falou que todas as crianças reagem da mesma forma quando recebem o brinquedo – seja em um hospital infantil, um restaurante, um bairro difícil perto de casa ou em um país em desenvolvimento.

Os carros já foram entregues a crianças em países como Iraque, Afeganistão, Gana, Tailândia, Rússia, México e Brasil.

“A resposta de pura alegria é sempre a mesma”, disse Bender.

A fábrica recebe a madeira das sobras doadas por jardineiros locais e marceneiros e o aluguel da oficina é pago por um generoso benfeitor.

A Fundação Tiny Tim’s for Kids compra tinta e pincéis com doações.

História

A ideia surgiu em 2002, quando Thacker, que usava uma barba de Papai Noel, e Cheryl Thacker, que às vezes usava veludo vermelho, decidiram transformar as pranchas doadas de madeira descartável em carros de brinquedo.

“Durante anos, nos vestimos como Papai Noel e Mamãe Noel e entregamos óculos, sapatos e equipamentos médicos para pequenas aldeias no México”, disse ele.

“E nós dois sabíamos o papel importante que os brinquedos desempenhavam no desenvolvimento da criança”.

Por que não abrir uma fábrica de brinquedos em Utah e ajudar eles mesmos a cuidar dessa necessidade?

Logo nasceu a Tiny Tim’s, em homenagem a um menino desnutrido e deficiente que Thacker e sua esposa conheceram durante uma viagem ao México na década de 1990.

“Nós não sabíamos onde ia dar”, disse Cheryl Thacker, 83 anos.

“Mas quando você tem um homem como Alton, que tem um coração grande, você simplesmente entra na onda.”

Thacker disse que custa cerca de US $ 2, quase R$ 8, para fazer cada carro.

Se ele tivesse que comprar a madeira, cada carro custaria US $ 5, e se ele tivesse que pagar o trabalho, cada um custaria cerca de US $ 16.

Voluntários

Além de uma equipe rotativa regular de 35 voluntários, ele e sua esposa, Cheryl Thacker, também recebem ajuda de igrejas e grupos cívicos e de escoteiros que se inscrevem em turnos para lixar os carros, ou montar as rodas.

A maior parte da pintura – em tons claros de vermelho, verde, azul e roxo – é feita por internos do Centro Correcional de Utah, em Gunnison.

Por enquanto, Thacker calcula que outros 15 mil carros de madeira precisam ser rastreados, cortados, perfurados, lixados, pintados ou manchados para cumprir sua meta de doar 120 mil brinquedos este ano antes do Natal.

“Temos um pequeno exército de voluntários que querem colocar cada um dos nossos carros nas mãos de uma criança”, disse ele.

Na véspera de Natal, depois que a última caixa de carros for feita para um voluntário distribuir, Thacker diz que planeja relaxar no sofá, assistir a um filme de férias e refletir sobre o ano que passou.

“No final de dezembro, estamos cansados”, disse ele.

“Mas nossos corações estão cheios. Me faz sentir bem ver o impacto que estamos causando. Eu sempre disse que o segredo da felicidade é fazer alguém feliz. Então, depois do Ano Novo, começaremos tudo de novo”, concluiu.

Com informações do Washington Post