Após furto de vestido, noiva ganha novo modelo e consegue se casar

17/01/2018 às 08:31.

Imprevisto ocorrido em Sorocaba não impediu celebração, no sábado (13). Vestido custou R$ 2 mil e foi presente do irmão. ‘Festa ganhou uma força especial’, diz noiva.

Paula Romano, que teve o vestido de noiva furtado em Sorocaba, se casou na praia (Foto: Paula Romano/Arquivo Pessoal)

Paula Romano, que teve o vestido de noiva furtado em Sorocaba, se casou na praia (Foto: Paula Romano/Arquivo Pessoal)

A jornalista Paula Romano, que teve o vestido de noiva, todos os documentos, computador e vários objetos pessoais furtados em Sorocaba (SP), a uma semana do casamento, finalmente conseguiu realizar o sonho após ganhar um novo modelo.

Paula, que se casou no sábado (13), contou ao G1 que amigos e até desconhecidos se mobilizaram pela internet para arrecadar dinheiro por meio de “vaquinha online” para cobrir parte do prejuízo.

Apesar das doações, o vestido usado na celebração em Paraty (RJ) foi dado pelo irmão dela, como presente, depois dos transtornos sofridos antes da celebração. O novo modelo custou cerca de R$ 2 mil, conta a jornalista.

“Não era para ser aquele. Gostei mais desse que casei, me senti muito bem e maravilhosa. A festa ganhou uma força especial, não teve quem não se emocionasse”, disse a jornalista.

Jornalista se casou com vestido presente do irmão (Foto: Paula Romano/Arquivo Pessoal)

Jornalista se casou com vestido presente do irmão (Foto: Paula Romano/Arquivo Pessoal)

Paula recebeu diversas mensagens de pessoas que se comoveram com sua história e até quiseram presenteá-la com um vestido.

Mas, segundo ela, os modelos eram tradicionais e não cairia bem na cerimônia dela, que foi planejada para ser na praia. Por isso, Paula optou por um modelo mais informal.

O novo vestido ganhou ar especial, de acordo com ela, já que a história poderia ter terminado de maneira trágica. Paula afirma que o furto apenas reafirmou a determinação do casal para subir ao altar diante dos amigos e familiares.

“Temos de entender que objetos a gente consegue recuperar. O que importa são as pessoas do nosso lado, isso, sim, é fundamental”, contou emocionada.

Segunda Paula, o dinheiro arrecadado na “vaquinha online” para comprar o vestido será usado para pagar o custos da emissão de novos documentos, como passaporte, cerca de R$ 500 e o visto mexicano, de R$ 200.

Jornalista Paula Romano provando o vestido de noiva que foi furtado uma semana antes do casamento (Foto: Arquivo pessoal)

Jornalista Paula Romano provando o vestido de noiva que foi furtado uma semana antes do casamento (Foto: Arquivo pessoal)

Dia do crime

Paula Romano teve os objetos e o vestido furtados de dentro do carro de uma amiga, no bairro do Mangal, na noite do dia 5 de janeiro. O vestido de casamento da jornalista que estava na mala levada pelos criminosos custou cerca de R$ 2 mil e foi confeccionado no México.

No dia do crime, a noiva, que mora há dois anos no México e chegou ao Brasil no fim de dezembro, comemorava o aniversário de um amigo na cidade quando foi surpreendida pela ação criminosa.

* Colaborou sob a supervisão de Renata Fernandes

Furto do primeiro vestido não impediu a celebração da união do casal (Foto: Paula Romano/Arquivo Pessoal)

Furto do primeiro vestido não impediu a celebração da união do casal (Foto: Paula Romano/Arquivo Pessoal)

Via: G1