Ao Vivo

Anvisa suspende mais um lenço umedecido para bebês por contaminação; saiba qual

18/09/2019 às 08:49.

Na última sexta-feira (13), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou o recolhimento de dois lotes de lenços umedecidos de diferentes marcas, e o motivo assustou: voltados para os cuidados com recém-nascidos, os produtos estão contaminados por uma bactéria.

Foto: 73400649 – mother changes the diaper of baby infant

Lotes de lenços umedecidos contaminados

No comunicado, o órgão afirma que o lote 2019/2019 da marca Huggies Max Clean e o lote 024/2019 da marca Baby Wipes – ambos distribuídos pela empresa Kimberly Clark – estão contaminados, conforme identificou o setor de qualidade da empresa.

Conforme informou a companhia à Anvisa, a bactéria identificada nos produtos é a Enterobacter gergoviae, que, apesar de não oferecer riscos para pessoas saudáveis e ser encontrada no ambiente, pode causar infecções graves em quem tem as defesas frágeis (caso, por exemplo, de bebês recém-nascidos).

Além de a Anvisa ter anunciado a suspensão da distribuição e do uso dos lenços umedecidos contaminados, a Kimberly Clark avisou em um comunicado no site da empresa que os produtos dos lotes contaminados serão recolhidos, e convocou os consumidores a devolvê-los.

Segundo o comunicado, produtos do lote 024 da marca Baby Wipes produzidos entre 6h e 9h do dia 24 de janeiro de 2019 e os do lote 219 da Huggies Max Clean produzidos entre 6h30 e 7h30 em 7 de agosto de 2019 devem ser retornados – e, para isso, basta entrar em contato com o SAC da empresa.

O “recall” teve início no dia 12 de agosto e a Kimberly Clark afirma também que o processo não terá custos para o consumidor – que pode optar por trocar os produtos ou ter o dinheiro da compra de volta.

Via: Vix