Amiguinhos não vão ao aniversário e vizinhos fazem festa para menino

22/11/2018 às 09:36. Comente esta notícia!

Um menino de 12 anos conheceu cedo o significado das palavras preconceito e rejeição. Ele chamou os amiguinhos da escola para a festinha de aniversário e eles se recusaram a aparecer.

Depois de viverem em abrigos para escapar da violência doméstica que sofriam, o garoto e a mãe se mudaram para um apartamento, em Washington, nos EUA.

Quando uma das vizinhas soube que as crianças da nova escola tinham boicotado a festinha do garoto, ela resolveu agir. E o menino – que não teve o nome revelado a pedido da mãe – ganhou aos 12 anos a maior festa da vida dele, com 100 convidados.

Como

Quando a maioria dos coleguinhas de escola recusou o convite, a mãe do menino contou no Facebook o quanto ele ficou desolado.

Mike Ellis e sua esposa viram o post e decidiram ajudar.

Deu certo

Ellis organizou tudo e disse que o garoto ficou surpreso quando entrou na casa de festas Proibition Gastropub. A mãe dele imediatamente começou a chorar.

“Ele não achava que os adultos viriam hoje. Ele não achava que as crianças viriam hoje. Então, quando ele atravessou a porta da frente e viu cem, cento e cinquenta pessoas, você podia ver nos olhos dele a alegria”, disse Ellis.

Estar na festa era tanto um presente para quem assistia como para o menino.

“Eu chorei várias vezes hoje, e é por causa do amor e da generosidade de completos estranhos”, disse Ellis.