Ao Vivo

A quarta temporada da “La Casa de Papel” estreia essa semana na Netflix

30/03/2020 às 08:33.

O que é possível fazer com 984 milhões de euros, o equivalente a 5,35 bilhões de reais? O valor é a quantia que os personagens de La Casa de Papel conseguiram roubar no primeiro assalto na série. Álvaro Morte, o Professor, contou à EXAME o que faria com todo esse dinheiro. A principal mente do maior assalto a banco da história da Espanha diz que seria generoso. “Não vou mentir, eu teria alguns caprichos comigo, mas é muito dinheiro, eu repartiria a maior parte com pessoas refugiadas, que precisam de um lar.”

Foto: Divulgação

A série, criada por Álex Piña originalmente para a rede de televisão espanhola Antena 3, chega ao lançamento da quarta temporada, em 4 de abril, com um grande sucesso de público. Aproximadamente 34 milhões de contas cadastradas na Netflix assistiram à parte 3 apenas uma semana depois de sua estreia, em 19 de julho do ano passado. La Casa de Papel é a produção de língua não inglesa mais vista pelos assinantes da plataforma. O serviço de strea­ming incluiu a produção em seu catálogo em dezembro de 2017 e, no ano seguinte, adquiriu o direito de produção. Com um roteiro que explora a influência dos sentimentos no desenrolar do planejamento do segundo maior roubo a uma instituição espanhola, a quarta temporada tem um valor de produção ainda maior do que o das anteriores.   

“A quarta temporada está muito boa, assim como as outras, mas nesta parte as cenas estão melhores. O desafio é maior, e está muito mais difícil escapar”, conta o Professor. Álvaro refere-se aos obstáculos do segundo roubo feito pelo grupo de ladrões. O assalto teve início já na terceira temporada e carrega um grau de dificuldade maior do que o primeiro porque foi realizado, de certa forma, “no improviso”, para salvar o Rio (Aníbal Cortés), capturado e mantido sob tortura pela polícia. A parte 4 começa com um grande problema para os assaltantes: Nairóbi (Alba Flores) foi baleada e precisa de uma crítica cirurgia nos pulmões. Os momentos de tensão, como de costume nas outras temporadas, são constantes, e o grupo, que conta com novos integrantes, precisa lidar com uma traição, além de um inimigo interno. 

Via: Exame