“A Força do Querer”: Por que amamos e odiamos Ritinha ao mesmo tempo?

09/06/2017 às 13:28.

A personagem Ritinha (Isis Valverde), da novela “A Força do Querer”, está dando o que falar no horário nobre da Globo. Com personalidade forte e crente que é uma sereia, a moça chama a atenção dos homens, desperta a inveja das mulheres e carrega consigo uma ingenuidade quase infantil, sempre acreditando no melhor lado das pessoas.

Apesar de ser a protagonista, o público nem sempre aprovou as atitudes de Ritinha, que abandonou o marido Zeca (Marco Pigossi) em Parazinho para viver uma aventura com Ruy (Fiuk), no Rio de Janeiro. No entanto, é fácil entender porque todos se encantam por ela: a moça é engraçada e traz leveza às cenas em que atua. Veja por que amamos e odiamos Ritinha!

Qualidades e defeitos de Ritinha

Apaixonada pela vida, Ritinha está sempre bem humorada e faz o que der na telha. Ela não hesita em ajudar as pessoas, e é extremamente bondosa. Apesar de falar sem pensar, sua intenção dificilmente é causar intrigas por onde passa.

No entanto, esse mesmo jeito inocente faz com que a personagem seja vista como sonsa. Afinal, Ritinha sabe muito bem o que quer, e acaba persuadindo as pessoas com seu jeito meigo e espevitado.

Prova disso é a mentira sobre a gravidez. Ritinha teve um bebê de Zeca, mas por impulso, disse a todos que o filho era de Ruy. Ela também não pensou duas vezes ao fugir de Parazinho abandonando o caminhoneiro, assim como não hesitará ao deixar Ruy, seu atual marido, para ir para Niterói.

Os impulsos de Ritinha possuem uma explicação: ela é fascinada pelo mar, e é tão inconstante quanto as correntes do oceano. Por acreditar ser filha de um boto, a moça adora vestir uma cauda de sereia, e possui um espírito sedutor. De acordo com Glória Perez, ela não se apaixona por ninguém, pois gosta mesmo é de ser adorada por todos e de ter um espírito livre.

Isso faz com que o público odeie a personagem, que é inconsequente e até manipuladora, em algumas situações. Porém, esse foi o objetivo da criadora da trama, que colocou outras duas protagonistas que equilibram essa personalidade desprendida de Ritinha. E você, ama ou odeia a sereia de “A Força do Querer”?