Ao Vivo

1º de maio: 25 anos sem Ayrton Senna

01/05/2019 às 11:40.

Onde você estava na manhã de 1º de maio de 1994? Em casa, ao lado dos pais? Ou ao lado dos filhos? Ou começando aquele churrasco do domingão? A maioria de todos nós podia estar fazendo qualquer coisa, mas a televisão estava ligada. Quando era exatamente 9h13, uma frase de Galvão Bueno paralisou o Brasil.

“Senna bateu forte”.

Foto: Arquivo

Vinte e cinco anos depois do acidente que matou Ayrton Senna na curva Tamburello, em Ímola, na Itália, parece que lembramos de cada fato daquele dia estranho, silencioso, triste. O piloto, tricampeão mundial de Fórmula 1, era um ídolo difícil de ser definido para quem nasceu depois daquele 1º de maio. Porque não era apenas o melhor entre os seus, fato reconhecido até por quem não gostava dele. Mas era um herói, um solitário herói de um país tão machucado como hoje.

Os domingos com Ayrton Senna eram momento de reunir toda a família para assistir às vitórias do piloto de Fórmula 1. Além de ter sido tricampeão mundial, Senna levou segundo lugar duas vezes para casa, e foi na pista que ele se despediu do mundo.

Via: Tribuna do Paraná