Fique Sabendo

Uma prévia da nova turnê do Jota Quest

05 de novembro de 2013, 11:32. Tags: . Comente esta notícia!

A banda Jota Quest se apresenta no Teatro Positivo nesta sexta-feira com um formato de show incomum. Em plena época de lançamento de seu oitavo álbum, Funky Funky Boom Boom – que está à venda no iTunes a partir de hoje e chega às lojas na próxima semana –, os mineiros resolveram se antecipar à turnê oficial do novo trabalho, marcada para 2014, e testar suas canções ao vivo. O resultado é um “ensaio aberto” com novidades em primeira mão.

“Estamos em uma fissura do c… para começar a tocar as músicas, e aproveitamos a data aí para fazer isso”, conta o vocalista Rogério Flausino, em entrevista por telefone para a Gazeta do Povo.

Além do single “Mandou Bem”, que tem participação do guitarrista Nile Rodgers (integrante do grupo Chic, na crista da onda com o hit mundial “Get Lucky”, do Daft Punk), a banda deve tocar outras seis faixas do disco recém-saído do forno.

Marcado pela volta do Jota Quest à música disco do fim dos anos 1970 – sonoridade que remete ao início do grupo, há quase 20 anos –, o álbum motiva o resgate de antigos sucessos como “Na Moral”, “Já Foi” e “As Dores do Mundo” – versão de Hyldon gravada no CD de estreia dos mineiros, em 1996.

“Estamos querendo fazer um show mais ‘groovado’, selecionando as músicas mais dançantes, que têm mais pegada de black music”, conta Flausino.

Para reforçar a sonoridade, o Jota Quest se apresenta com um novo naipe de metais, formado por integrantes do coletivo paulista Funk Como Le Gusta, além de um trio de backing vocals.

“Com a presença dos metais, músicas como ‘Dores do Mundo’ e outras voltam a fazer sentido de novo no repertório. Quando você coloca essa carga de vocais e metais, as músicas ganham uma textura mais de soul music”, explica o vocalista, que também destaca a redução da velocidade das músicas como um dos ingredientes para o efeito mais dançante dos novos shows do Jota Quest.

Volta às origens

Flausino conta que a ideia de convidar Nile Rodgers para participar do novo disco do Jota Quest surgiu antes de o guitarrista estourar nas paradas com “Get Lucky”, do duo francês de música eletrônica Daft Punk. O hit disco surpreendeu o grupo. “Acho que tem a ver com essa coisa cíclica, de as coisas serem redescobertas de tempos em tempos. Não é a primeira vez que a disco music é retomada, e acho que ela traz essa coisa da alegria, de curtir. O que é necessário de tempos em tempos, para a gente poder se divertir.”

Fonte

Nenhum Comentário

Deixe o seu comentário!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

*

*

*