Fique Sabendo

Um terço das câmeras de Curitiba não funcionam

14 de fevereiro de 2013, 11:44. 1 comentário, comente também!

O sistema de videomonitoramento da Guarda Municipal de Curitiba está desfalcado. Das 175 câmeras, 56 apresentam problemas e não estão em funcionamento. A prefeitura deve gastar cerca de R$ 300 mil para reparar os danos. Segundo o supervisor do setor da Guarda, Antônio Carlos de Andrade, as câmeras devem voltar a funcionar até o final do mês.

“É um problema que vinha desde a gestão anterior por falta de manutenção dos equipamentos. Estamos fazendo o diagnóstico para colocar essas câmeras em funcionamento”, afirma. Segundo ele, alguns equipamentos já estão passando por reparos. “Esse número [56] já deve ter diminuído”, comenta Andrade. Ele ainda explica que muitas vezes o problema se deve ao rompimento de fibras óticas. “Além disso, as câmeras têm uma vida útil de aproximadamente cinco anos. Muitas já venceram”, salienta o supervisor. Os equipamentos que apresentam problemas se localizam na região central e em algumas Ruas da Cidadania. A Guarda não divulgou os locais exatos em que o sistema apresenta falhas.

O valor médio de uma câmera utilizada pela Guarda Municipal gira em torno de R$ 18 mil. Porém, o custo de instalação e mão de obra pode fazer o preço chegar a R$ 45 mil. Para Andrade, porém, é um investimento que vale a pena. “Temos um sistema integrado que permite identificar possíveis delitos na cidade”, explica.

De acordo com ele, o plano da prefeitura é implantar, até 2016, mil novas câmeras.

Mobilidade

Outras câmeras devem ser instaladas no município para flagrar eventuais infrações de trânsito e pontos de congestionamentos. De acordo com a Secretaria de Trânsito de Curitiba existem hoje 24 equipamentos para esse fim na capital. Até junho, 65 novas câmeras devem ser instaladas no município. O coordenador do Centro de Controle Operacional, Júlio Panicio, ressalta que esses aparelhos visam melhorar a mobilidade. “As câmeras contribuem para que o transporte público funcione de forma eficiente e para apontar locais que precisam de obras para melhorar o fluxo dos veículos.”

1 Comentário

  1. mario disse:

    a incompetência das autoridades em coisas serias para a segurança de curitiba,pessoas e sistemas que nao funcionam em curitiba é normal, pois aqui parecem que so querem levar vantagens…

Deixe o seu comentário!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

*

*

*