Fique Sabendo

Temporal afetou ao menos 256 mil pessoas em Curitiba e região

04 de outubro de 2013, 10:36. Comente esta notícia!

Pelo menos 256 mil pessoas foram afetadas pelo temporal que atingiu Curitiba nesta quinta-feira (3), informou a Defesa Civil da capital paranaense na manhã desta sexta-feira (4). O balanço preliminar aponta que 70 árvores caíram na cidade e que 64 mil pessoas chegaram a ficar sem energia elétrica. Sete pessoas acionaram o órgão com relatos de que havia risco na estrutura de edificações. Além disso foram registrados destelhamentos, quedas de postes e de fiação elétrica e de telefonia nas ruas.

Nesta sexta-feira, pelo menos 4,5 mil casas continuam sem energia elétrica em Curitiba, São José dos Pinhais e Quitandinha. A previsão é de que tudo volte ao normal até o meio-dia, segundo a Copel. Nas ruas, 250 semáforos deixaram de funcionar e ocorreram atrasos em 150 linhas de ônibus.

Os bairros com mais unidades consumidoras sem energia em Curitiba durante a manhã desta sexta são Mercês, Vista Alegre, Centro, Centro Cívico e Santa Felicidade. Além de São José dos Pinhais e Quitandinha, também teve problema com a luz nesta quinta a cidade de Campo Magro. Os ventos, que passaram os 70 km/h, segundo a Copel, derrubaram galhos e árvores sobre a rede, rompendo cabos e derrubando postes.

O Corpo de Bombeiros relatou que atendeu cerca de 50 ocorrências relacionadas à chuva entre esta quinta e sexta. A maioria delas estava relacionada a quedas de árvore. No início desta sexta, 15 chamados ainda estavam em aberto. A corporação não registrou a ocorrência de feridos graves e ainda não há um balanço de quantos chamados foram feitos com relatos de quedas do mesmo nível. Segundo a comunicação da entidade, em dias de chuva, os casos de pessoas que caem na rua aumenta significativamente – o que ocorreu nesta quinta.

Diversos prédios públicos foram atingidos, entre eles a Prefeitura Municipal de Curitiba, que permanece sem energia elétrica. A Urbs também sofre com os impactos da chuva e informou que suspendeu o atendimento ao público na Rodoferroviária, inclusive a venda de créditos de cartão transporte.

A empresa que administra os ônibus da capital informa que, apesar de não haver atendimento ao público, o sistema on-line funciona sem restrições. Os usuários podem comprar passagens pelo site e acessar a página normalmente. Os demais prédios da Urbs que tem atendimento, como as Ruas da Cidadania, receberão os usuários para outros serviços – já que não há venda de passagens nesses locais.

O balanço aponta que escolas municipais também foram castigadas, com destelhamentos nas instituições Erley Mehl, Ana Hella, Santa Felicidade, Professor Brandão. Algumas creches tiveram partes alagadas, como foi o caso das instituições Bracatinga, Servidores, Portão, Araguaia e Conjunto Mercúrio.

A Secretaria Municipal de Trânsito (Setran) informa que cruzamentos amanheceram com sinaleiros desligados. Às 8h30, tinham problema, por exemplo, os que ficam na Rua Teffé com as ruas Hugo Simas e Tapajós e da Nilo Peçanha com a Carlos Pioli, no Bom Retiro; e na Amintas de Barros com as ruas Dr. Faivre e General Carneiro, no Centro.

Por meio do Twitter, a Prefeitura de Curitiba informou que a previsão para restabelecer os semáforos é o início da tarde desta sexta. A entidade informa que agentes de trânsito orientam o tráfego nas ruas e a Defesa Civil atua em diferentes pontos da cidade. São cerca de 300 pessoas atuando diretamente no caso.

Segundo a Defesa Civil de Curitiba, os bairros mais afetados foram Santa Felicidade, Butiatuvinha, Pilarzinho, Cristo Rei, Centro, Centro Cívico, Cajuru, Solitude, Barigui, Alto da Rua XV , Vista Alegre, Alto da Glória, Mercês, Uberaba, Rebouças, Jardim Botânico, São Francisco, Bigorrilho e São João. No total, foram registrados 50 pedidos de lonas para cobrir casas que tiveram telhados danificados.

Chuva permanece em Curitiba nesta sexta-feira, porém menos intensa

Apesar de o tempo instável continuar a predominar em todo o estado, não há previsão de chuvas intensas para Curitiba e região metropolitana para esta sexta-feira. Segundo o Instituto Tecnológico Simepar, a previsão é de que o dia fique parcialmente nublado, com chuvas e trovoadas isoladas pela manhã. Ao longo do dia, a intensidade da precipitação deve diminuir.

A região Norte do PR, no entanto, não deve ficar livre de chuvas mais fortes. A previsão para a área é de que a manhã tenha chuvas mais leves, que irão se intensificar à tarde. Em Londrina, ainda com a chuva mais forte, a temperatura se mantém amena, com mínima e máxima devendo ficar em torno de 17°C e 26°C, respectivamente.

No Leste, Oeste, Litoral e região central do Paraná, a previsão também indica instabilidade, mas com chuvas moderadas.

Fonte

Nenhum Comentário

Deixe o seu comentário!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

*

*

*