Fique Sabendo

Neymar disputa o Oscar do esporte na categoria revelação

13 de dezembro de 2012, 14:01. Comente esta notícia!

Três grandes atletas brasileiros concorrem ao Prêmio Laureus World Sports 2013, considerado o Oscar do esporte internacional. Na lista de indicados, divulgada nesta quinta-feira no Rio de Janeiro, aparecem Neymar, Daniel de Faria Dias (natação) e Alan Fonteles Oliveira (atletismo). Ao lado deles, lendas vivas como Usain Bolt, Lionel Messi e Michael Phelps também disputam a premiação, que terá seus vencedores revelados em uma cerimônia em 13 de março de 2013, no Theatro Municipal do Rio.

Segundo a secretária de Esportee Lazer do Rio de Janeiro, Márcia Lins, o trabalho para trazer o Laureus ao Brasil teve início há dois anos. “É a primeira vez que o prêmio sai do circuito europeu, dirigindo-se a um continente que vai brilhar muito nos prróximos anos”, destacou ela, no evento que divulgou o nome dos concorrentes deste ano. “É a melhor premiação do esporte no mundo, que chega em um momento muito especial para o Brasil e vai nos ajudar a incentivar a criação de novas gerações de atletas”, completou Emerson Fittipaldi, o único integrante brasileiro na academia do Laureus, composta por 46 lendas do esporte mundial.

Emerson será um dos responsáveis por eleger os vencedores do prêmio e admitiu que o coração brasileiro pode falar mais alto no momento da sua decisão. “Não tenho dúvidas de que eles merecem ganhar. E eu sei das dificuldades que um atleta brasileiro ainda precisa enfrentar para vencer.” Para o presidente da Academia Mundial do Esporte, Edwin Moses, a lista de indicados reflete um ano que foi “sensacional” para o esporte. “Sei que a academia terá grande dificuldade de escolher. Quero parabenizar todos os indicados.” Ainda de acordo com Moses, a realização do prêmio no Brasil marca mais um dos grandes eventos que o país começa a receber a partir do próximo ano. “Esse é o lugar da vez.”

Destaques – Neymar concorre como Atleta revelação – que para o Laureus configura-se como o primeiro ano em que o esportista realmente se firma como destaque internacional em sua área. A justificativa da indicação lembra que o santista, “frequentemente comparado ao sensacional Pelé, marcou seu 100 gol aos 20 anos de idade”. Ele disputa o prêmio com o tenista Andy Murray, a ginasta Gabby Douglas, Kirani James, do atletismo e os nadadores Yannick Agnel e Ye Shiwen.

Os atletas paralímpicos Daniel de Faria Dias e Alan Fonteles Oliveira concorrem na categoria Melhor esportista com deficiência, ao lado de outros quatro grandes nomes. Alan derrotou o favorito Oscar Pistorius, da África do Sul, e levou o ouro paralímpico nos 200 metros T44 na Paralimpíada de Londres, enquanto Daniel bateu todos os recordes mundiais e ganhou seis medalhas de ouro na competição. “Foi uma emoção grande saber da indicação e estou muito feliz em poder curtir esse momento que o esporte brasileiro está vivendo. E vencer o prêmio pode ser uma emoção tão grande quanto ganhar uma medalha na Olimpíada de 2016”, disse o nadador, acrescentando ser importante para o Brasil deixar de ser apenas o país do futebol.

A lista de indicados é feita a partir de uma votação com jornalistas de todo o mundo. A partir de agora, um júri esportivo composto por 46 grandes nomes do esporte masculino e feminino, que compões a Academia Laureus World Sports, vão selecionar os vencedores.

Conheça a lista de indicados ao Oscar do esporte em cada categoria:

Melhor Atleta Masculino
Usain Bolt (Jamaica) Atletismo – ganhou medalhas de ouro olímpicas em Londres nos 100m, 200m e revezamento 4 x 100m
Mo Farah (Grã-Bretanha) Atletismo – ganhou os 5.000m e os 10.000m nos Jogos Olímpicos
Lionel Messi (Argentina) Futebol – Estrela do Barcelona que marcou 86 gols em um ano
Michael Phelps (Estados Unidos) Natação – o maior vencedor da história das Olimpíadas com 22 medalhas na carreira
Sebastian Vettel (Alemanha) Automobilismo – venceu o terceiro Campeonato Mundial consecutivo de Fórmula 1
Bradley Wiggins (Grã-Bretanha) Ciclismo – vencedor do Tour de France e da prova do contrarrelógio nas Olimpíadas

Melhor Atleta Feminino
Jessica Ennis (Grã-Bretanha) Atletismo – ganhou a medalha de ouro olímpica no heptatlo em Londres
Allyson Felix (Estados Unidos) Atletismo – ganhou medalhas de ouro olímpicas nos 200m e nos revezamentos 4 x 100m e 4 x 400m
Missy Franklin (Estados Unidos) Natação – aos 17 anos ganhou quatro medalhas de ouro e uma de bronze nas Olimpíadas
Shelly-Ann Fraser-Pryce (Jamaica) Atletismo – defendeu com sucesso seu título nos 100m nas Olimpíadas
Lindsey Vonn (Estados Unidos) Esqui – ganhou quatro títulos da Copa Mundial de Esqui em cinco anos.
Serena Williams (Estados Unidos) Tênis – ganhou o torneio de Wimbledon, o Aberto dos EUA e duas medalhas de ouro olímpicas

Melhor Equipe 
Equipe olímpica de tênis de mesa da China – ganhou todas as medalhas que podia em Londres – quatro ouros e duas pratas.
Equipe da Copa Ryder Europeia (Golfe) – derrotou os EUA em uma incrível virada em Medinah
Miami Heat (Estados Unidos) Basquete – derrotou o Oklahoma Thundere ganhou o segundo título da NBA
Equipe Red Bull de Fórmula 1 (Áustria) Automobilismo – ganhou pela terceira vez consecutiva o Campeonato Mundial de Construtores da Fórmula 1
Seleção de futebol masculino da Espanha – venceu o Campeonato Europeu, a Copa do Mundo 2010 e a Eurocopa 2008
Time de basquete masculino dos EUA – conquistou a 14ª medalha de ouro Olímpica do basquete em Londres

Revelação
Yannick Agnel (França) Natação – aos 20 anos, ganhou duas medalhas de ouro e uma de prata em sua primeira participação em olimpíadas.
Gabby Douglas (Estados Unidos) Ginástica olímpica – primeira mulher a ganhar a medalha de ouro olímpica individual e por equipe
Kirani James (Granada) Atletismo – aos 19 anos, ganhou a primeira medalha olímpica da história de Granada nos 400 metros
Andy Murray (Grã-Bretanha) Tênis – ganhou o primeiro Grand Slam no aberto dos EUA e medalha de ouro e prata
Neymar (Brasil) Futebol – frequentemente comparado ao sensacional Pelé, marcou seu 100o gol aos 20 anos de idade
Ye Shiwen (China) Natação – aos 16 anos, ganhou medalhas de ouro olímpicas nos 200m e 400m medley individual

Maior Retorno

Tirunesh Dibaba (Etiópia) Atletismo – venceu os 10.000m olímpicos depois do afastamento de 16 meses por uma lesão
Ernie Els (África do Sul) Golfe – venceu o The Open dez anos depois da sua última vitória em um grande torneio
Equipe da Copa Ryder Europeia (Golfe) – na última partida virou o jogo contra os EUA e conseguiu a vitória histórica por 14½-13½
Anna Meares (Austrália) Ciclismo – ganhou uma medalha de ouro olímpica quatro anos depois de quebrar o pescoço em 2008
Felix Sanchez (República Dominicana ) Atletismo – aos 34 anos, ganhou novamente a medalha de ouro nos 400m com barreira, oito anos depois de Atenas
Equipe olímpica masculina de remo de oito da Alemanha (Remo) – ganhou uma medalha de ouro olímpica pela primeira vez desde 1988

Melhor Esportista com Deficiência
Patrick Anderson (Canadá) basquete em cadeira de rodas – saiu da aposentadoria para inspirar o Canadá a ganhar a medalha de ouro
Johanna Benson (Namíbia) Atletismo – ganhou a primeira medalha de ouro da história da Namíbia nos 200 metros T37
Daniel de Faria Dias (Brasil) Natação – ganhou seis medalhas de ouro paralímpicas em Londres, todas batendo recordes mundiais
Alan Fonteles Oliveira (Brasil) Atletismo – derrotou o favorito Oscar Pistorius e ganhou o ouro paralímpico nos 200 metros T44

David Weir (Reino Unido) Corrida de cadeira de rodas – ganhou quatro medalhas como herói paralímpico da ‘casa’
Alex Zanardi (Itália) Ciclismo de mão – ganhou duas medalhas de ouro e uma de prata em sua primeira participação nos Jogos Paralímpicos

 

Fonte

Nenhum Comentário

Deixe o seu comentário!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

*

*

*