Fique Sabendo

‘É como pilotar um Boeing’, diz Julio Rocha sobre cenas com Susana Vieira

11 de dezembro de 2013, 11:21. Tags: , , . Comente esta notícia!

Pelas ruas da Urca, bairro bucólico da Zona Sul do Rio de Janeiro, Julio Rocha anda calmamente enquanto é observado por alguns moradores. Dona Graça passa, olha e não consegue acreditar que está frente a frente com o bonitão. Meio sem jeito, a doméstica de seus 50 e poucos anos pede uma foto no celular. Gaiato que é, Julio tenta uma aproximação. Abraça a fã, dá beijinho no rosto e pronto. Ela se entrega: “Ninguém vai acreditar que conheci esse homem. Foi meu presente de aniversário. E que presente!”, comemorou ela, dando uma conferida quase lasciva no ator.

Cenas como esta já se tornaram comuns para Julio. Na pele de Jacques, o cirurgião cheio de charme e dubiedade de “Amor à vida”, o ator volta mais uma vez a um universo já conhecido: o de eleito das mulheres mais velhas ou o louco por elas. Depois de um romance com a personagem de Renata Sorrah em “Fina estampa”, Julio protagoniza cenas de um namoro sedutor com Pilar, papel de Susana Vieira em “Amor à vida”. “Sabe o que é mais legal dessas tramas? É fazer a mulher comum acreditar que é possível. Que, sim, ela pode ser amada e desejada por um homem interessante e mais novo, por que não?”, analisa Julio, que neste ensaio de moda masculina para o EGO encarna um bon vivant, que curte o mar e a natureza.

Julio nunca foi modelo, mas gosta da moda como forma de expressão. “O que você veste, usa no dia a dia, mostra sua personalidade, a forma como quer ser visto pelo mundo. E sempre de acordo com seu humor, com sua intenção naquele momento. Moda é uma expressão artística sobre quem você é de verdade”, filosofa ele, que não se diz consumista e aprovou os modelos de camisas e bermudas usados neste editorial, que compõem um verão mais elegante sem abrir mão do conforto.

O ator gosta de boas roupas, calças bem cortadas assim como trajes sociais. Acaba comprando mais quando está fora do Brasil. Antenado, fica de olho em publicações, mas gosta mesmo de observar as pessoas. “Curto olhar e perceber o estilo delas, tem muita coisa na rua que me traz inspiração. Tenho um estilo, diria, descolado”, avalia. Julio chegou para as fotos com calça preta dobrada acima dos tornozelos, sapato sem meias, blusa verde com mangas 3/4 e dois cordões no pescoço. “Sei que no Rio o pessoal não anda assim, né? Também não usaria muita coisa que o carioca usa, mas vejo cada vez mais a moda como algo global, que imprime a essência das pessoas”.

Ele é pra casar!

O paulista de 34 anos, que anda flechando o coração das fiéis telespectadoras da novela das nove, é avesso à badalação, se diz meio indomável, mas no fundo assume uma porção caretinha. Faz surpresas para a mulher amada, rouba flores em vez de comprá-las, planeja viagens, jantares, momentos… Pausa para um suspiro!

A caretice, no bom sentido da palavra, está na preservação de algumas tradições. Julio é do tipo que não quer atropelar o namoro de dois anos com a advogada Patricia  Gutkoski, de 32. Morar junto? Só depois do casamento. “Meu sonho é casar! De verdade. Pode parecer piegas ou mentira, mas eu quero. As pessoas hoje em dia começam as relações pelo fim, se atropelam. Não quero isso. Quando passo o fim de semana com ela é uma lua de mel, dormir e acordar junto, uma delícia. Mas queremos fazer tudo conforme aprendemos”, defende ele, que quer ter pelo menos quatro filhos, mas ainda não tem data para o desejado enlace. “Mas vou te dizer que não está longe”.

Se o destino de Julio está traçado, o de Jacques ainda é uma incógnita. O próprio ator não sabe se o ambicioso médico ama Pilar ou quer apenas melhorar sua posição no hospital do qual ela é dona. “Trato com dubiedade mesmo, conduzo conforme o texto do Walcyr (Carrasco) descreve, mas torço para que ele possa amá-la de verdade”, observa Julio, que tem comemorado as cenas com Susana Vieira e derrama-se em elogios sobre a colega. “É muita responsabilidade. A Susana pode ter o homem que ela quiser. É experiente, interessante. Entrar em cena com ela exige de mim. É como pilotar um Boeing indo para a Europa. Uma viagem longa e surpreendente”.

Se na ficção, o ator acostumou-se aos romances mais maduros, na vida real sua namorada mais velha tinha quatro anos a mais. “Eu tinha quase 13 anos, e ela 17. Mas eu não era mais virgem. Já fui para esse namoro sabendo o que queria e namoramos um tempinho. Tirei onda, né?”, brinca ele. Como se vê, o moço não é tão caretinha assim.

Fonte

Nenhum Comentário

Deixe o seu comentário!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

*

*

*