Fique Sabendo

20 anos de É o Tchan

19 de novembro de 2013, 10:36. Tags: . 2 comentários, comente também!

Basta colocar uma garrafa no chão em qualquer parte do Brasil para os fãs mais saudosos começarem a brincar com os amigos cantando “é na boquinha da garrafa, na boca da garrafa…” e convidando alguém a mostrar o remelexo.

Tanto o trecho como a música inteira Na Boquinha da Garrafa, na qual dançarinas rebolavam em cima do objeto ressaltado no título com energia invejável, foram ouvidos incontáveis vezes ao longo da década de 1990, período no qual o É o Tchan comandava as paradas de sucesso e não parava de se apresentar em programas de TV em escala nacional.

O antigo Gera Samba, grupo que faturava cachês em festas familiares pequenas como casamentos e batizados em Salvador, ganhou novo nome logo após pipocar com o hit Segura o Tchan. De lá para cá – o grupo nem pensa em colocar ponto final em sua história -, aconteceram mais de uma troca de dançarinas, já se foram mais de 10 álbuns lançados ao longo dos anos e muitos números substanciais de vendas rendendo discos de ouro, platina e diamante até mesmo no exterior.

Além de aparições de programas de TV, o grupo levou o País para festivais internacionais de música. Entre os figurinos do É o Tchan, não faltaram diversificações, como looks havaianos, árabes e orientais que estampavam encartes de álbuns e davam mais cor aos clipes.

Para comemorar o aniversário do É o Tchan, QUEM conversou com atuais e ex-integrantes para ajudar contar a história da banda e como estão os projetos que eles estão tocando atualmente.

Saiba mais sobre o grupo nas entrevistas abaixo:

Compadre Washington

“A nossa essência continua a mesma. Nossa musicalidade, a coreografia, nossa alegria. Não tem muita diferença.”

Beto Jamaica

“Ninguém acreditava que a gente seria o grupo da grande mídia, das televisões. Essa coisa de tocar na casa das pessoas que nos trouxe os primeiros shows e quando foi tocar na rádio já tínhamos vários amigos e fãs. Por isso, o grupo teve essa força quando foi a grande mídia.”

Edson Cardoso

“Já fiquei com fã sim, mas só depois que conheci, bati um papo e rolou interesse. Não ficava sempre. Vi que ela não gostava só do artista, me via como ser humano e com defeitos. Encontrei uma delas em um momento que não estava trabalhando e foi uma coisa casual.”

Debora Brasil

“Sempre gostei de dançar, de cantar, essa coisa de arte, e sentia vontade de ter contato com isso. Foi uma grande oportunidade da minha vida. Hoje, eu sei que essa não foi a oportunidade e, sim, o encontro com Jesus.”

Carla Perez

“Eram momentos maravilhosos, de realizações, porque conseguia ajudar nas despesas de casa trabalhando apenas com a dança. Fiquei mais ou menos três anos na banda e cresci profissionalmente.”

 Sheilla Mello
“Lembro do meu primeiro Réveillon, achei que tudo seria como antes e fui pular as famosas sete ondas no mar. De repente, a praia toda estava correndo atrás de mim e eu fiquei muito assustada!”

2 Comentários

  1. alexandre cardoso disse:

    oi tudo bem sou fa de carla perez meu sonho é conhecer ela pessoalmente tambem sou fa dela desde 1996

    • andressa disse:

      Olá Alexandre!!!
      Que legal! Nós também curtimos muito a época do É o Tchan desde o início!
      Agradecemos pelo recadinho!
      Abraços da equipe da 98FM!

Deixe o seu comentário!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

*

*

*